Para Sargento PC, eleitores de Ipatinga vão escolher quem defende pauta conservadora

O sargento Paulo César de Oliveira, candidato a vice-prefeito em Ipatinga pelos Patriotas, acredita que o povo de Ipatinga tem chance de resgatar os valores do passado, quando a família e o patriotismo estavam presentes entre as prioridades do homem e da mulher de bem, já nestas eleições de 15 de novembro. “Basta avaliar as opções. Vê quem realmente está engajado com as propostas do nosso presidente Jair Bolsonaro e pronto. Ao lado do Nilson Pereira, nosso candidato à prefeito na chapa considerada puro sangue, vamos transformar Ipatinga em uma cidade alegre e próspera, bem longe de tudo de ruim da política que se instalou por aqui nos últimos anos”, considera. Sargento PC, tem 25 anos de serviços prestados ao 14º Batalhão Policia Militar de Ipatinga. Com 53 anos, Paulo Cesar é casado com Fernanda e tem cinco filhos.

O Sargento PC, como é carinhosamente conhecido, disse que é possível disputar uma eleição sem coligações de partidos políticos, mesmo em um período eleitoral tão confuso como o atual. “Os eleitores conservadores de direita, que elegeram Jair Bolsonaro e vão referendar mais quatro anos de mandato a ele em 2022, perderam a referência partidária com a saída do próprio presidente e de outras lideranças políticas do PSL, como ocorreu com a nossa deputada federal Alê Silva que, por sinal, passou a ser perseguida pela legenda. Não foi justo o que fizeram com a Alê, a principal incentivadora da nossa candidatura que tem o propósito de mudar Ipatinga”, destacou Sargento PC.

O candidato a vice dos Patriotas afirmou que torce pela criação do Aliança pelo Brasil, o partido idealizado pela ala que apoia o presidente Jair Bolsonaro e do qual a deputada federal Alê Silva é uma das referências da legenda nas regiões do Vale do Aço e Rio Doce. Sargento PC também fez um alerta. “É importante o eleitor não confundir os verdadeiros patriotas com nomes carimbados de caciques da velha política, que estão se apresentando com propostas conservadoras e dizendo que são Bolsonaro. É mentira”, disse.

Com Nilson no comando da administração municipal, Sargento PC tem propostas de políticas públicas para Ipatinga relacionadas a temas ideológicos, como o combate a pedofilia, racismo, drogas e a violência contra criança, idosos e mulheres, maus tratos aos animais, o acolhimento de moradores de rua e “daquelas que realmente precisam de um impulso para recuperar a autoestima”. “Na minha opinião, os negros possuem as mesmas condições que os brancos para vencer na vida. Por isso, sou contra qualquer tipo de cota em razão da raça, ou preferência sexual e gênero. As cotas sociais, essas sim, são importantes no meu ponto de vista. Se a pessoa é pobre, ela tem direito a ter uma vaga em uma faculdade, independentemente da cor da pele”, defende o futuro vice-prefeito de Ipatinga, que é negro.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Tema: Baskerville 2 por Anders Noren

Acima ↑

WhatsApp chat
%d blogueiros gostam disto: