Bolsonaro sabe o que faz.

– Bolsonaro sabe o que faz. Quem quer que fosse o seu indicado sofreria críticas:

– Enquanto a “base aliada” estava se descabelando, por causa da nomeação de Kassio Nunes, preocupadíssima com as informações divulgadas pela grande imprensa, nos bastidores, as engrenagens da República já estavam rodando.

– Pra começar, o novo Ministro não “caiu no colo” do Presidente. Ao que tudo indica, Bolsonaro já o consultava, há tempos, especialmente em assuntos relacionados ao STF e sua pauta conservadora.

– O fato de o mesmo ter sido nomeado por Dilma Rousseff não diz muita coisa, já que os desembargadores João Pedro Gebran Neto e Leandro Paulsen, do TRF-4, que aumentaram a pena de Lula, também foram (entre muitos outros).

– Não podemos esquecer o exemplo do ministro da infraestrutura, Tarcísio Freitas, inquestionavelmente um dos melhores nomes do governo, que pertenceu à cúpula do Dnit, na administração da petista, e atuou na Secretaria Especial do PPI, no governo Temer.

– Com a nomeação de Nunes, sem o desgaste para colocar um nome “indigesto”, o STF já mudou o posicionamento quanto às privatizações das refinarias da Petrobrás, autorizando que sejam feitas sem o aval do Congresso, diferentemente do que havia decidido em 2019.

– A jogada não apenas poupou o Presidente de escolher entre fazer uma articulação pesadíssima com o Senado, ou sofrer uma derrota vexatória e inédita, vendo o legislativo “barrar” uma indicação para o STF. Deu-lhe também a autonomia para realizar uma diminuição brutal na maior Estatal do Brasil, sem qualquer negociação com o Congresso. Uma economia imensurável de capital político.- Há poucos dias, escrevi que o principal objetivo do governo não deveria ser fazer um “aparelhamento a la extrema direita” nas instituições, mas sim REDUZIR O ESTADO, para que, quando a esquerda voltar ao poder (sim, ela vai voltar um dia. Em uma democracia, o poder é cíclico) não tenha meios para sugar recursos ou, principalmente, fazer grandes interferências nas vidas dos cidadãos.

– É exatamente isso que o Presidente está fazendo. A privatização da Petrobrás é um duro golpe para aqueles que têm a intenção de, no futuro, voltar a saquear o Erário. Isso é óbvio para qualquer um que acompanhou de onde vinham os recursos que sustentavam a cleptocracia petista.- Já disse isso várias vezes, mas vale a repetição: Poupem o fígado! Confiem no voto que deram. Embarcar na “onda da crítica construtiva”, que alguns “intelectuais” teimam em alimentar, não é prova de “isenção”, só de falta de estômago para aguentar a política tupiniquim.

– Enquanto os críticos jogam “par ou ímpar”, Bolsonaro, com 3 décadas de Congresso e profundo conhecedor dos corredores de Brasília, joga xadrez 4D.

– Em tempo: Kassio e contra o aborto (votará contra a ADPF 442 caso seja pautada). É pró armas nos limites da lei (ele é CAC). Defende a família e as pautas econômicas (quem duvida que aguarde as votações). Resumindo, ele está 100% alinhado com Bolsonaro. O PR sabe o que faz.

– O Brasil não é para amadores!

*Autor Desconhecido

Um comentário em “Bolsonaro sabe o que faz.

Adicione o seu

  1. Cara Alê,

    O Brasil não é para amadores! Olavo de Carvalho também disse isso, e tem toda razão. E os conservadores precisam aprender essa lição, a começar com as publicações de informações que têm efeito contrário do que se pretende, e publicidade gratuita que fazem para a esquerda.
    Ficam reclamando, gritando, convocando manifestações da população (que atualmente bem “vazias”, depois de intensas mas que pouco ou nenhum efeito fizeram) ao invés de procurarem aprender a fazer análises profundas dos acontecimentos. Enquanto eles falam, a esquerda age atacando e avançando, preparando o terreno para o ataque final, coisa que não é detetada pelos conservadores.

    Vejamos duas facetas principais:
    – a esquerda ataca familiares e amigos de Bolsonaro, que é uma artimanha básica das esquerdas no mundo: repetir uma mentira até que ela pareça verdade. o que é considerado uma a uma, sem pensar no todo.
    – O legislativo vem chantageando o presidente, engavetando quase tudo que é gerado pelo executivo; o STF tem impedido, ou pelo menos reduzido a amplitude das ações do presidente através de medidas iunconstitucionais e ilegais, por exemplo o covid. A busca e apreensão de equipamentos de youtubers conservadores, pouco depois de estarem em Brasília a convite do presidente foram feitas apenas para atingir Bolsonaro, eles não estão nem aí para os youtubers, e isso conseguiram. E aquele repórter perguntando sobre Queiroz, acha que foi somente um ato isolado de um imbecil? Foi sim uma provocação arquitetada dentro de um plano maior, cuja única reação foi a de Bolsonaro, ao exclamar “vontade de encher sua boca de porrada”.

    Estas duas facetas tem como objetivos:
    – preparar a população para a submissão total.
    – Impingir, ao presidente, uma TORTURA PSICOLÓGICA, e ele tem demonstrado estar sentindo, não existe ser humano que resista muito tempo a isso. Será que ninguém percebe isso? Nossos analistas políticos ainda tem muito que aprender: a ver além de enxergar, a ouvir além de escutar, sentirem além de notar, para poderem dizer além de falar (papagaio também fala…).

    Você admite que a esquerda voltar ao poder… e pode ter certeza que, quando isso ocorrer, será por um longo, longo período. Você se esquece, ou não percebe, que o trabalho de doutrinação ainda continua, e é o que vai acontecer se não forem “brecados” e colocados em seu devido lugar. Esquece o tamanho do rombo financeiro que já deu ao Brasil, calculo em uns $15 tri… E o que fizeram e ainda fazem com as escolas em todos os níveis, e o que vem fazendo às nossas crianças e à nossa sociedade. Quanto acha que custará “consertar” isso, e quanto tempo demandará? Poderá levar algumas gerações, até se apagarem todos os resquícios. E o custo disso tudo? Talvez chegue a $50 tri.

    A esquerda tem que ser contida. Várias pessoas já perceberam isso e já estão tentando tomar algumas medidas, tão eficientes quanto fazer greve de fome em protesto contra a falta de alimentos. Não passam de “crianças amadoras” contra uma esquerda bem treinada e profissionalizada, que devem estar dando gargalhadas, quando se esquecem da crescente popularridade de Bolsonaro.

    Tenho um caminho legal para colocar a esquerda no seu devido lugar, espero ter uma oportunidade para demonstrar isso, e não custará um centavo ao governo, não procuro emprego e nem remuneração, apenas dar minha contribuição como cidadão.

    Grato pela atenção,

    João Reinaldo Foscarini

    PS.: Fiz um resumo bem sintético, aliás, muito mais omissões que sintetizações, tudo é muito complexo para ser dito em poucas palavras… senão precisaria de umas seis “respostas” para dizer tudo que penso.

Deixe uma resposta para João Reinaldo Foscarini Cancelar resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Tema: Baskerville 2 por Anders Noren

Acima ↑

WhatsApp chat
%d blogueiros gostam disto: