A VENDA DA DEMOCRACIA

Que mania é essa de ter uma justificativa pra tudo!

A eleição passou e talvez o candidato que você escolheu não foi eleito. Você fez a opção, mas não conseguiu mudar o rumo da política na sua cidade. A decepção foi grande, o que você acha que pode ter influenciado no resultado da eleição? Muitos utilizam o termo TAPETÃO para definir a política do vale tudo para chegar ao poder. Uma sensação terrível de que só alcança o objetivo quem compartilha dos mesmos interesses de determinados grupos. Mas estávamos vivendo cheios de esperança no futuro, e cadê a transformação que tanto desejávamos? O sistema se mostra imbatível e ainda predomina?

Será que é válido estabelecer regras para mudar os costumes dos políticos e eleitores? Regras essas que tratam de valores morais, éticos e que punem tanto candidato e eleitor que compra e vende voto, na tentativa de frear o tráfico de influência e o suborno as vésperas das eleições.

A proposta do deputado federal, Coronel Girão servirá de aperfeiçoamento para outro Projeto de Lei, em vigor desde 1997, que estabelece normas para as eleições. Mas peraí, são tantas regras e mesmo assim muitos não tomam vergonha. E se doer no bolso?

2 comentários em “A VENDA DA DEMOCRACIA

Adicione o seu

  1. Imediatismo. O brasileiro precisa resolver o problema dele hoje. O projeto de Brasil (que é de estado) demora mais de um mandato. O povo, doutrinado, semi-analfabeto e mal sucedido não consegue compreender que o Estado é pago por esse mesmo povo e que um projeto desses leva muito tempo.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Tema: Baskerville 2 por Anders Noren

Acima ↑

WhatsApp chat
%d blogueiros gostam disto: